Há quem prefira escondê-las, mas, no projeto Outdoor Social, as favelas ganham visibilidade. Ideia de Emília Rabello, a iniciativa busca instalar anúncios na casa de moradores de áreas carentes — que encontram no aluguel do espaço uma fonte adicional de renda. Os interessados pagam pelo espaço, em média, 100 reais a cada três semanas. A escolha dos locais obedece a critérios específicos: residências de pedreiros e marceneiros, por exemplo, costumam abrigar publicidade de material de construção. O projeto já beneficiou 3 000 pessoas e espalhou-se por 11 000 pontos do país. No Rio, atinge 525 áreas. Entre os 71 pontos na região metropolitana estão a Rocinha e Rio das Pedras.

Leia Mais: VEJA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *